domingo, 20 de outubro de 2013

Turbilhão

De manhâ com sono
No almoço com fome
À tarde com raiva
E de noite com tesão
Mais nove meses
Mais outro filho
Pra dividir
O arroz e a ilusão

Manhã com tesão
O almoço com raiva
De tarde com sono
E de noite com fome
Não tem comida
Só tem bebida
Pra te fazer
Esquecer até seu nome

De manhã é tarde
O almoço à noite
O sono com fome
E a raiva com tesão
Bem misturados
Por dentro e fora
Sendo arrastados
Pelo grande turbilhão


Nenhum comentário:

Postar um comentário